12/11/2017



Depressão e ansiedade são duas condições diferentes, que possuem características, causas e tratamentos próprios, mas que também podem compartilhar sintomas em comum e, em alguns casos, até acometer ao mesmo tempo uma única pessoa, provocando um quadro chamado de transtorno depressivo ansioso. 

O transtorno depressivo ansioso é um acometimento psiquiátrico que une sintomas das duas doenças, resultando em tristeza e preocupação constantes, e que afeta o convívio familiar, relacionamentos e trabalho do paciente.

Causas do transtorno depressivo ansioso

Assim como na maioria dos transtornos psíquicos, a depressão ansiosa não tem suas causas conhecidas pela medicina, mas acredita-se que é resultado de uma condição com base genética desencadeada por gatilhos específicos, como morte de parentes ou pessoas queridas, desemprego, problemas financeiros, baixa autoestima, entre outros. 

De acordo com o psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, superintendente técnico da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) o transtorno em um mesmo paciente pode ocorrer por dois caminhos: no primeiro, o quadro depressivo estimula o aparecimento da ansiedade. Já no segundo, a ansiedade propicia o surgimento da depressão.

Sintomas de depressão ansiosa

Por se tratar de uma doença caracterizada pela comorbidade, ou seja, a presença de mais de um transtorno ao mesmo tempo, a pessoa pode apresentar tanto os sintomas de depressão, quanto o de ansiedade, que são:

Alterações do apetite 

Alterações do sono 

Apatia e cansaço 

Aperto no peito

Apreensão e desesperança 

Delírio 

Descontrole dos próprios pensamentos 

Diarreia 

Dificuldade de concentração 

Diminuição da libido

Dor de barriga, nas costas ou no peito 

Fala exageradamente rápida 

Falta de ar 

Falta de concentração, prazer e vontade 

Inquietude

Medo constante 

Nervosismo 

Perda de memória 

Preocupação exagerada 

Sensação de que algo ruim vai acontecer

Mal-estar 

Tensão muscular 

Tontura 

Tristeza profunda 

Tratamento do transtorno depressivo ansioso

O tratamento da condição é o mesmo indicado para o caso de depressão ou ansiedade isolados, ou seja, é multidisciplinar e envolve uso de medicamentos prescritos e acompanhamento com psicólogo e psiquiatra. 

A cura da depressão ansiosa pode ser temporária, o que significa que os transtornos podem se manifestar novamente algum dia. Poderá ser necessário, portanto, retomar o tratamento e prolongar o tempo de uso da medicação para evitar novas crises.

fonte: msn



1

1 comentários:

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA