21/12/2016




1 - Cafeína: fique alerta
A cafeína está presente em diversos alimentos e pode ajudar a manter o nível de alerta, sendo excelente para quem está cansado.
Mas, mesmo com esse benefício precisa ser usada com moderação, o seu excesso pode causar agitação e muito incomodo.
2 - Glicose: atente-se mais
O açúcar na forma de glicose, está presente nos doces, carboidratos, massas e outros.
Ela funciona como um alimento para o cérebro, deixando a pessoa em vigilância e também impulsionando o funcionamento da memória por um curto período.
Que tal cuidar da sua saúde agora? Aproveite e faça a cotação do seu plano de saúde.
3 - Café da manhã: equilibre-se
Pular as refeições já não é recomendado pelo nutricionistas há bastante tempo, porém, além de prejudicar no peso, também influencia raciocínio.
Ao “alimentar” o cérebro, se tem um ganho na atenção e na memória de curto prazo. Essa constatação foi feita analisando estudantes que faziam essa refeição e outros que a pulavam.
O tipo de alimento ingerido também irá influenciar, sendo indicado uma alimentação com frutas, fibras e grãos integrais.
4 - Peixe: mantenha o cérebro sempre jovem
Os peixes possuem uma grande quantidade de ácidos graxos e ômega 3, que ajudam na transmissão dos impulsos do cérebro.
Pessoas que fazem uma dieta rica nesse alimento tem apresentado menor demência, perda da memória de forma mais lenta e diminuição de acidentes vasculares cerebrais.
Para garantir esses benefícios é recomendado que se ingira pelo menos 2 porções de peixe por semana.
5 - Nozes: aproveite suas vitaminas
As oleaginosos não geral são bastante indicadas, pois são antioxidantes e possuem vitamina E.
Dietas ricas em nozes resultam em menor perda das funções cognitivas, sendo recomendado uma pequena porção por dia.
6 - Chocolate: melhore a concentração e adoce a vida
Essa delicia que tanta gente gosta pode fazer bem à saúde, porém, não é qualquer chocolate.
Quanto maior for a concentração de cacau maiores serão os benéficos, sendo preciso dar preferência com os que tem acima de 70%.
Ele é rico em antioxidantes e cafeína, ajudando no estado de alerta e de preservação das funções cerebrais.
Uma pequena porção por dia, traz benefícios e não interfere no peso, mas moderação é a regra.
7 - Abacate e grãos: controle seu colesterol
Os grãos e abacate possuem fibras, vitamina E e gorduras saudáveis. Essas ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo, reduzindo o colesterol e a formação de placas de gordura.
Isso faz com que o cérebro receba uma oxigenação adequada e mantenha o bom funcionamento de células cerebrais.
8 - Mirtilos e blueberries: aprenda mais
Essas pequenas frutinhas ajudam a combater os efeito de demência e até o Alzheimer ocasionados pela idade, por combaterem os radicais livres.
Elas melhoram a aprendizagem e ajudam a manter o cérebro sempre jovem.
Como manter uma dieta saudável para o cérebro
Comer de forma correta proporciona os mais variados benefícios, sendo que alguns já foram citados acima.
Uma refeição com poucas calorias pode ocasionar o cansaço e fraqueza, já uma muito pesada resulta em cansaço. Por isso o equilíbrio é fundamental.
Vitaminas e minerais ingeridos em forma de suplementos, podem completar as necessidades diárias, mas devem ser receitados por um médico.
Além disso, ter uma boa noite de sono, fazer exercícios, meditar e se manter hidratado, contribui para o melhor funcionamento do cérebro.
Agora é só escolher os alimentos que ajudam na concentração para estar sempre atento e se manter saudável.
fonte: msn


0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA