04/11/16





Adicionar umas gotinhas de óleo vegetal nos produtos de tratamento dos cabelos, como shampoo e condicionador é uma prática fácil e recomendada para garantir hidratação frequente e constante aos fios. Principalmente para os cabelos cacheados, os ácidos graxos presentes no óleo de coco, de abacate, de rícino e no azeite oliva também são bastante recomendados para os cabelos com tintura ou alisantes e química em geral. Conheça, a seguir, suas especificidades e benefícios:

Óleos vegetais bons para o cabelo


Óleo de coco


Rico em hidratos de carbono, vitaminas e minerais que são bons para a saúde dos cabelos, como a vitamina E, além de ácidos graxos, que têm como vantagem a absorção imediata pelos fios. Por ser composto por 92% de gordura saturada, o óleo de coco é altamente recomendado para cabelos secos, possuindo alto teor hidratante.


Ele tem sido usado para o tratamento dos cabelos durante milhares de anos e mostrado resultados notáveis ao proporcionar brilho, hidratação e força. Certos componentes mantêm o cabelo forte, alimentando e protegendo contra os efeitos do envelhecimento prematuro, como a calvície e queda de cabelo excessiva.




Óleo de abacate

O óleo de abacate é rico em vitaminas A, B, D e E, além de nutrientes como as proteínas e sais minerais como aminoácidos, ácido fólico, ferro, magnésio entre outros. Todas essas substâncias juntas fortalecem os fios e promovem a saúde e recuperação dos cabelos danificados.
O óleo de abacate é excelente para todos os tipos de cabelo, especialmente, para quem tem os fios quebradiços e ressecados. Tudo porque é um ótimo emoliente que, além de evitar a desidratação do cabelo, ainda recupera o que já está quimicamente tratado.

Azeite de oliva

O azeite de oliva extra virgem possui todos os componentes benéficos para seu cabelo, incluindo ácidos graxos monoinsaturados e vitamina E, um antioxidante importante para o crescimento do cabelo. Além disso, contém anti-inflamatórios, antibacterianos, antifúngicos e propriedades que promovem a saúde do couro cabeludo, tornando-o ideal para o cabelo sensível e danificado.
O azeite de oliva também contém polifenóis e tocoferóis, componentes que têm uma função antioxidante significativa e são encontrados principalmente nos azeites virgens porque os processos de refinação alteram e removem estas substâncias.
Óleo de rícino
O óleo de rícino é o óleo extraído das sementes da mamona (ricinus communis), uma planta bastante comum em nosso país. As sementes da mamona contém entre 40 e 50% de óleo e são tóxicas, mas o seu óleo, rico em ácido ricinoleico, não. A mamona é muito útil devido à ação anti-inflamatória e antioxidante, tendo diversas aplicações à saúde.
O óleo de rícino contém muitos compostos naturais altamente benéficos que estimulam o crescimento capilar, e embora não seja consenso contra a calvície, pode ser utilizado como um tratamento coadjuvante para amenizar a perda de cabelo e fazer os cabelos crescerem mais espessos e fortes.

Fonte: vix
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA