31/10/16





A preguiça é o maior obstáculo na busca pelo alcance de nossos objetivos. 

Em longo prazo, a preguiça é motivo de episódios de estresse e frustração.

É muito comum que cheguemos a algum momento da vida no qual queremos fazer mudanças significativas, iniciar novos projetos e adotar hábitos para melhorar a saúde, no entanto, na hora de realizá-los terminamos por postergá-los uma e outra vez até colocarmos essas ideias de lado.
O que também acontece é iniciarmos o planejado e, a partir de um momento, aparece aquela moleza que nos impede de seguir com disciplina os bons costumes.

Um dos fatores que mais influenciam este tipo de resultado é que quase sempre queremos notar as mudanças positivas de forma imediata.
Isto repercute em um nível físico e mental, aumenta a sensação de cansaço e nos faz pensar que nenhum esforço vale a pena.
A força de vontade e a habilidade para alcançar a concentração são duas chaves principais para retirar este obstáculo do caminho. Por sorte, existe um método muito interessante que pode ajudar a alcançar esta meta.

Método Kaizen ou regra do minuto para combater a preguiça

O método Kaizen ou a regra do minuto japonesa nos convida a adotar o hábito de realizar determinada tarefa todos os dias exatamente na mesma hora. O termo Kaizen se constrói a partir dos significados de “kai” (mudança) e “zen” (sabedoria).
Um minuto é pouco tempo e a preguiça não será um impedimento para aproveitá-lo. Desta forma, estas tarefas que, no geral, nos levam vários minutos poderão ser executadas em questão de segundos.
Seu fundamento está baseado no fato de que com pequenos passos pode-se alcançar resultados que parecem estar muito longe de serem alcançados.
Pular corda, fazer abdominais ou ler mais um capítulo de um livro são só uma pequena parte das coisas que podem ter um impacto positivo em nossa vida se dedicarmos aquele um minuto do dia com disciplina.
Uma das vantagens principais de conseguir adotar este método como parte da rotina é que pouco a pouco poderemos vencer aquela estranha sensação que nos faz sentir cansaço e que nos impede de sentir a satisfação de dever cumprido. Na verdade, uma vez vencida a preguiça de fazer as tarefas, podemos aumentar o tempo de maneira gradual para três ou cinco minutos e assim sucessivamente.
O criador desta interessante regra se chama Masaaki Imai, que considera que este conceito é uma verdadeira filosofia de vida que inclusive pode ajudar a melhorar muitos aspectos no âmbito profissional e pessoal.
O maior segredo da regra do minuto reside em sua simplicidade e a baixa exigência. Não nos obriga a utilizar muita energia, podendo cumprir qualquer meta sem sentir pressão pelo tempo que temos que investir para isso.
Desta maneira é mais fácil vencer o sentimento de preguiça e aqueles pensamentos negativos que nos convencem e que não poderemos alcançar o que tanto desejamos.
Pode-se dizer que se trata de uma armadilha mental que colocamos no cérebro para que não perceba as tarefas como um desafio impossível, e sim como um esforço mínimo que não custará muito realizar todos os dias. 

Prontos para assumir o desafio?

Não é estranho que muitos, neste exato momento, estejam rindo ou mesmo pensando que esta é uma técnica absurda porque grande parte das atividades que devemos cumprir requerem um investimento maior de tempo.
No entanto, o convite é para, pelo menos, fazer a tentativa para comprovar que na verdade ela chega a ser bastante efetivo. 
Mesmo que tenham nos ensinado que para obter bons resultados é preciso muito esforço, também é certo dizer que em muitos casos estes projetos que exigem muita energia acabam por desmotivar a pessoa, sem permitir que ela alcance os resultados como queria.
Como disse o criador desta técnica, “um longo caminho começa com o primeiro passo, e não tem nada de errado em ser curto”. O essencial é não dar um único passo e procurar caminhar todos os dias.
Escolha uma meta, aplique a regra do minuto e, em questão de dias, notará que a preguiça diminuiu e você estará preso em um caminho até a superação.


Fonte: Melhor com saúde
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA