29/07/16



Ana Carolina de Oliveira relata como conseguiu superar a morte brutal de sua filha e recomeçar com sua nova família.

Em março de 2008, os noticiários de todo o país, relataram um crime brutal e cruel que chocou todo o Brasil: a pequena Isabella Nardoni, que estava sobre os cuidados do pai (Alexandre Nardoni) e da madrasta (Ana Carolina Jatobá) naquela final de semana, havia sido jogada da janela do apartamento que ficava no 6.° andar. 

Na ocasião, os dois alegaram ter sido um desconhecido que havia cometido tamanha covardia. Porém, através das investigações, foi constatado que além de serem eles os assassinos, a pequena ainda tinha sido golpeada no rosto por uma chave, lançada ao chão com muita força e asfixiada, antes de ser lançada pela janela. Quando Isabella, de apenas 5 anos, foi encontrada caída no jardim, ainda estava lutando por sua vida. Levada às pressas ao pronto socorro, Isabella não resistiu à tamanha brutalidade e faleceu.

Buscou forças na religião para recomeçar

A mãe, Ana Carolina de Oliveira, na época com apenas 24 anos, precisou buscar forças na religião e muito apoio de familiares e amigos, para seguir em frente e superar todo esse pesadelo. O país inteiro se comoveu com o triste fim da pequena Isabella e enviaram diariamente milhares de mensagens de apoio e solidariedade à jovem mãe.

Em 2010, ela conheceu o então marido, o administrador Vinicius Francomano, e aos poucos o sonho de formar uma nova família foi tomando força. Vinicius relatou, em entrevista concedida à revista Veja, que o assédio no início da nova relação assustou um pouco, mas o grande amor que já  sentia por Ana Carolina o encorajou a seguir em frente. 
O casamento aconteceu em 2014 e, segundo relatos de muitos presentes, foi  a cerimônia mais emocionante que já haviam presenciado. A pequena Isabella foi homenageada no final da troca de alianças do casal. 

O desejo de ser mãe novamente

O desejo de ser mãe novamente começou a tocar forte no coração de Ana Carolina no ano passado, o qual recebeu o maior apoio do marido, que também nutria forte desejo em ser pai. A  boa notícia veio algumas semanas depois com um teste de farmácia e confirmado em exames realizados posteriormente: estava grávida. Ana Carolina relata que na época da tragédia pensou que jamais conseguiria formar uma nova família, mas felizmente "a vida dá muitas voltas".
Miguel nasceu de parto normal há 2 meses e, segundo relatos de Ana Carolina, o pequeno não veio para substituir a querida Isabella, mas sim para somar na história de vida dessa mãe guerreira.
Isabella, se estivesse viva, teria feito 14 anos em Abril.
Graças ao carinho, orações e apoio das pessoas que a rodeiam, Ana Carolina de Oliveira conseguiu forças para lutar. Hoje, ela tem uma vida muito feliz e cheia de amor ao lado do marido Vinicius e do pequeno Miguel. O plano de vida é cuidar da família e buscar sempre a felicidade, e ter mais 1 filho. 
fonte: bolsa de mulher


0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA