28/07/16





Parece tarefa fácil, mas a maioria das receitas divulgadas pelo universo da internet não contam com o fato principal: o que você só quer cozinhar para você. A questão não é poder congelar ou não, e sim evitar o desperdício de coisas que você não vai comer e acabar jogando fora.

1. Sempre procure o rendimento das receitas.

Sim, o interesse normalmente é nos ingredientes e em quanto tempo a comida fica pronta, mas essa informação pode mudar a sua vida. Nem sempre ela estará correta, mas aí fica mais fácil fazer uma matemática simples (só dividir, juro). Se lá tiver quatro porções por exemplo, basta dividir por 4 a quantidade dos ingredientes e você terá a sua refeição contadinha.

2. Se sobrar, congele.

A regra de ouro de quem mora sozinha é saber usar o congelador como ninguém - e este se tornar o seu melhor amigo. A grande questão aqui é: congelar a comida da semana, para não precisar cozinhar todos os dias ou fazer mais do que deveria, congelar, esquecer e jogar fora. Planejamento é a arma mais poderosa de quem precisa economizar em cada setor da vida.

3. Calcule as quantidades pelos dias exatos.

Dá trabalho, mas ajuda muito! O segredo é pensar em quantas refeições você fará na sua casa - porque se passa o dia todo no trabalho, provavelmente não haverá almoço, não é? - e no prato principal e nos acompanhamentos.

4. Troque 1 xícara (chá) de arroz para ¼ de xícara (chá).

Parece que não faz diferença, só que não. Essa quantidade dá para aproximadamente três pessoas comerem bem, levando em conta que vocês não comem só arroz, né? Tudo bem que fica ótimo congelado (e nem dá para saber desse fato) e é prático, mas se não for esse seu objetivo, melhor reduzir a porção.

5. Compre aqueles saquinhos que tem porções individuais.

Isso serve tanto para o arroz quanto para as carnes, saladas e legumes. Em vez de deixar as coisas "mofando" na sua despensa ou esquecidas na geladeira, você só cozinha o que for consumir.

6. Ou, se não for possível, divida as porções.

O que já não vier pronto, também dá para fazer em casa: equipe-se com sacos que podem ir ao congelador e separe todas as comidinhas para os dias que você precisa. Arroz, feijão, legumes, frango, carne e o que mais pintar na sua cabeça.

7. Tentativa e erro: descobrir quanto rende cada ingrediente.

Não é tarefa fácil e, por mais que você leia milhares de dicas sobre o assunto, o único jeito de chegar à essa conclusão é testando muito. Saber que uma abobrinha é prato suficiente para umas quatro pessoas, enquanto 100g de macarrão dá para você viver feliz da vida e satisfeita.

8. O cálculo de carne por pessoa é de 200g.

A não ser que você tenha uma dieta rica em proteínas - ou coma mais do que isso de qualquer maneira -, essa quantidade deve ser suficiente para sua refeição. Na hora de comprar, faz toda diferença não ter 2kg de carne no freezer à toa.

9. Fuja das promoções "leve 2, pague 1".

Parece ótimo e vantajoso - às vezes, é mesmo, principalmente quando se trata de produto de limpeza ou papel higiênico -, só que faz com que você tenha uma quantidade muito maior do que precisa. E eventualmente elas estragam, te levando a jogar no lixo a maior parte de frutas, vegetais, iogurtes e cereais que estavam na promoção.

10. Não quer fazer uma panela de feijão? Separe 250g.

O suficiente para uma refeição feliz, com cheirinho de casa de avó e sabor de casa de mamãe! Basta deixar os grãos de molho de um dia para o outro ou, no mínimo, duas horas. Lave, escorra e coloque na panela com água o suficiente para cobri-lo até dois dedos acima. Tempere a gosto e deixe a cozinhar, por mais ou menos 20 minutos após o início da pressão.

11. A porção indicada de macarrão (tipo espaguete ou fettuccine) é de 100g por pessoa.

Se for massa curta - como penne e parafuso -, o indicado é colocar no prato (cru mesmo) e ver a quantidade que você vai querer comer. Macarrão congelado não funciona tão bem quanto a gente gostaria...

12. Siga a indicação da cafeteira de 2 xícaras.


Se só você vai tomar um café pela manhã antes de trabalhar, é melhor não fazer uma quantidade absurda que só vai para o lixo. Na cafeteira elétrica, normalmente, tem a indicação das xícaras: água o suficiente para atingir a marca de duas e 3 colheres (sopa) de pó. 
fonte: mdemulher
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA