26/07/16




Roncos, zumbidos, estalos, enfim, sons diversos emitidos pelo corpo humano são naturais e, na grande maioria das vezes, não indicam qualquer problema de saúde. Mas se você percebe que os barulhos são acompanhados de outros sintomas, talvez seja importante visitar um médico. Conheça 8 sons comuns que seu corpo faz que podem ser sinal de alerta, segundos especialistas ouvidos pelo site da revista “Men’s Health”:

Sons estranhos do corpo


Apito do nariz: se o som surgir depois de um machucado, acidente ou impacto, uma consulta ao médico pode ser necessária, já que seria sinal de perfuração no septo, que pode exigir uma cirurgia.
Estalos no joelho: consulte um médico se, junto ao barulho, você sentir dor, inchaço ou rigidez na região. O som pode ser sinal de um possível rompimento do menisco, artrite ou tendões danificados. Os mesmos sintomas devem ser levados ao médico se ocorrem em outras articulações, como ombros e cotovelos.
Roncar do estômago: quando não indica fome, o barulho pode ser acompanhado de inchaço, dores e contrações, que precisa ser investigado para verificar se não sofre de uma obstrução na região que pode exigir cirurgia.
Estalos na mandíbula: quando o barulho for constante quando você abre e fecha a boca, pode ser sinal estresse na região que faz você ranger os dentes durante o sono, mesmo sem perceber, e provocar dores e deterioração das articulações. Um profissional da saúde poderá indicar o uso de protetores noturnos para evitar desgaste.
Roncar no sono: o som em excesso que faz você despertar suando, ofegante e te deixar sonolento ao longo do dia pode indicar um quadro de apneia do sono, que dificulta o fluxo de ar e pode aumentar os riscos de diabetes e acidente vascular cerebral.
Zumbido nos ouvidos: ficar temporariamente com a audição um pouco comprometida depois de passar horas exposta a sons muito altos é normal, mas se o zumbido é constante e afeta apenas um dos ouvidos, vale procurar um médico para saber se não está com alguma infecção ou transtorno interno.

Barulho interno ao dormir e acordar: quem costuma ouvir uma espécie de estrondo quando pega no sono ou acorda pode sofrer de uma condição apelidada de “síndrome da cabeça explosiva”, um distúrbio que não tem causas definidas, mas pode, ao longo prazo, causar depressão e síndrome do pânico.
Tosse com chiado: o som agudo que acompanha a tosse pode indicar um quadro de inflamação nas vias aéreas ou asma. Assim como qualquer tosse que dura mais de quatro dias, precisa ser levada ao médico para exames e conhecer o melhor tratamento. Evite tomar xaropes sem orientação de um especialista, pois o medicamento pode “mascarar” o diagnóstico.

 fonte: bolsademulher
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA