23/06/16




Em 2010, Luiza Possi tomou uma grande decisão. A cantora decidiu mudar definitivamente seus hábitos e, com uma nova alimentação e prática de atividades físicas, emagreceu mais de 15 kg e passou do manequim 40 para o 34. Para isso, algumas mudanças alimentares foram adotadas.

Além de ter abolido o glúten e a lactose, ingredientes que são mais dificilmente digeridos pelo organismo e causam inchaço e distensão abdominal, ela também cortou as proteínas no jantar, hábito muito recomendado para quem faz dieta para emagrecer, e optou por alimentos ricos em triptofano.

O que comer à noite para não engordar?

A cantora contou que gosta das sopas de abóbora ou abobrinha acompanhadas de torradas integrais e sem glúten. “Comer proteína é um mito. Prefiro coisas de fácil digestão que vão se transformar em serotonina, que vai se transformar em melatonina, o hormônio do sono”, explicou. Triptofano

A explicação da cantora faz sentido e traz efeitos a curto prazo. Isto porque a abóbora e a abobrinha, especialmente as sementes, são ricas em triptofano, um aminoácido que, quando chega ao cérebro, estimula a produção de serotonina.

Serotonina

A serotonina, além de ser um supressor natural da fome e aumentar indiretamente a sensação de saciedade, ainda é a precursora da melatonina, o hormônio do sono.

Melatonina

A principal função da melatonina é regular o sono, controlando o ritmo da harmonia entre o dia e a noite e a luz e o escuro. É durante o sono que o organismo se recupera e estabiliza o funcionamento do metabolismo, ação essencial para que seu funcionamento no dia seguinte ocorra de forma satisfatória.
Além de contribuir para um bom sono, o hormônio ainda é um poderoso antioxidante e, ao reduzir o nível de cortisol, retarda o processo de envelhecimento precoce. É por isso que, além de contribuir para a perda e o controle de peso, uma alimentação saudável e equilibrada ainda cuida da beleza e da saúde a longo prazo.
Já a ausência do triptofano, aminoácido que desencadeia toda essa reação, ao reduzir a produção desses neurotransmissores e hormônios, contribui para o aumento de peso e depressão.

Carboidrato 

Para acompanhar as sopas, Luiza conta que inclui na alimentação torradas integrais sem glúten. A ingestão de carboidrato aumenta os níveis de insulina, ação que diminui a quantidade de outros aminoácidos presentes no organismo e que, assim, permite que o triptofano tenha o caminho livre para o cérebro.

Como fazer substituições no jantar

Sopas preparadas com ingredientes certos melhoram sono e contribuem para o emagrecimento

Para acertar nas escolhas, uma boa opção é pensar em receitas que aliem os benefícios da abóbora ou da abobrinha com ingredientes magros.
Para substituir a fonte de triptofano é possível incluir iogurtes desnatados, nozes, banana, abacate, lentilha, feijão ou castanhas.
Já a fonte de carboidrato que vai aumentar os níveis de insulina e contribuir para a chegada do aminoácido no cérebro pode ser obtida em qualquer cereal integral ou derivado.

fonte: bolsa de mulher


0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA