31/05/16




1. Mudanças bruscas de peso

Um dos sinais físicos mais contundentes da depressão são as mudanças bruscas que o peso corporal sofre.
A diminuição ou aumento de mais de 5% do total do peso em um mês é um sintoma que indica que algo não vai completamente bem no organismo.
Neste caso, a redução surpresa dos quilos não se deve a uma dieta ou plano de exercícios; o que acontece é que o apetite diminui e isso vai gerando deficiências nutricionais.
É um sintoma que exige muito cuidado, porque leva a graves episódios de anemia, fadiga e perda de concentração.
Por outro lado, se a pessoa ganhou quilos a mais, é certo que, por causa da depressão, aumentou a ansiedade por comer.

2. Alterações no horário de sono

Este é um dos fatores que mais requer atenção quando se dá de maneira contínua. É muito fácil de identificar e pode provocar algumas reações que se percebem de forma imediata.
No entanto, é preciso considerar que pode ter outras causas que não sejam a depressão. O uso de celulares e tablets antes de dormir, um jantar muito pesado ou o estresse são alguns dos motivos.
Nas pessoas com este problema psicológico, pode ser que os horários se alterem, de modo que a pessoa sente vontade de dormir durante o dia, mas tem muitas dificuldades para pegar no sono durante a noite.
Deve-se buscar uma solução rápida, já que o estado depressivo faz com que algumas pessoas recorram aos comprimidos para dormir, ou ao álcool para lidar com o problema.

3. Mau humor ou irritabilidade

As mudanças negativas no humor são maneiras comuns de manifestar as preocupações, a tristeza e todos esses fatores que influenciam este transtorno.
Em geral, são uma reação aos problemas para dormir e às deficiências nutricionais, questões que aparecem quando não comemos bem.
A tudo isso se soma a facilidade que algumas pessoas têm para irritar você, poisnão conseguem compreender o estado pelo qual está passando.
Também pode ser que você queira evitar confrontos, e expresse essas emoções com isolamento e solidão.
O que acontece é que a depressão altera a química cerebral, distorcendo a perspectiva que se tem diante de várias situações diárias que, em outras circunstâncias, seriam normais.

4. Sensação de culpa

Ter uma constante sensação de culpa é comum nas pessoas que passam por este problema. O pior é que, de alguma forma, isso faz com que afundem ainda mais em suas emoções negativas. ste sentimento pode aumentar quando se tomam más decisões no meio da tristeza, ou se discute com algum ente querido.
Este fator é bastante complicado, porque compromete e afeta as relações sociais, dificultando o apoio das mesmas para superá-lo.

5. Dores e doenças

Até algumas décadas atrás, os profissionais da saúde mental não consideravam que as emoções tinham algo a ver com as doenças físicas.
No entanto, após serem realizadas várias pesquisas, determinou-se que, sim, existe um vínculo e, de fato, é muito mais forte do que o que se pensava.
Isso pode ir desde a hipersensibilidade na pele até as dores musculares, a rigidez ou os transtornos digestivos.
É claro que, como todos têm causas diversas, é necessária uma análise minuciosa para determinar se esses sintomas são causados pela depressão, pelo estresse ou por outro problema psicológico.
A depressão é um transtorno grave que não se apresenta apenas como tristeza, choro ou coisas assim. É um problema complexo e perigoso que requer atenção profissional para ser superada o quanto antes.

Ainda que muitos de seus sintomas possam ser confundidos com os de outras doenças, é importante dar-lhes suficiente atenção para obter o tratamento adequado.
fonte: melhorcomsaude
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA