19/05/16



Você sabia que o esporte, além de ajudar a modelar o corpo, também gera endorfinas e promove o bem-estar? Basta dedicar 30 minutos por dia a uma prática esportiva para obter os benefícios.


A autoestima não é um fator de pouca importância. Quanto mais você se amar e se respeitar, melhor será sua qualidade de vida. É importante lembrar que as emoções e os pensamentos que temos também afetam nossa saúde.
Por exemplo, uma pessoa que se sente mal consigo mesma terá menos interesse em cuidar da sua alimentação do que quem gosta de si. Você se ama e se respeita? Você valoriza quem você é como pessoa?
Se você ainda não se ama o suficiente ou está inseguro, pratique os seguintes hábitos que permitirão melhorar a sua autoestima e ter uma vida melhor.
Silencie sua voz negativa
A baixa autoestima se deve, em grande medida, ao que dizemos a nós mesmos. O mundo inteiro pode estar criticando vários aspectos da sua vida, mas, se você está feliz consigo mesmo, nada irá afetá-lo.
Por outro lado, quando as críticas e a sabotagem vêm do seu interior, nada do que você fizer será bom. Você poderia ser a pessoa mais amável e simpática, e ainda assim sentir que não é boa o bastante.
Silenciar sua voz interior negativa implica que você deixará de se dizer coisas como:
·“Sou feia”.
·“Não sou capaz de fazer X coisa”.
·“Não sou boa o suficiente”.
·“Ninguém me aceitará”.
Não é um processo fácil, porque a voz interior “fala” sem que pensemos. O importante é que você comece a tomar consciência de como se comunica consigo mesmo. Você verá que, em pouco tempo, sua autoestima vai melhorar.

Deixe de esperar a aprovação dos outros

Sua autoestima diminui devido ao que pensam sobre você? É válido querer que a família e os amigos demonstrem seu afeto e aprovação. O que não se pode fazer é depender da aprovação dos outros para ser feliz.
É importante que você aprenda a tomar suas próprias decisões em função do que você deseja e tem como meta. Algumas vezes, isso implicará seguir um caminho diferente. Isso é natural e faz parte do processo de crescimento individual de cada um.

Pratique exercícios

O esporte e a atividade física em geral melhoram a autoestima. Em primeiro lugar, geram endorfinas que fazem você se sentir mais feliz e realizada. Além disso, ao ter um corpo em boa forma, você se sentirá melhor consigo mesma.
Pode ser difícil começar, mas uma vez que você ganhe ritmo e adquira este hábito, não vai querer mais deixar de praticar. Nossa recomendação é que você comece com pouco exercício se não estiver acostumada à atividade física.
O recomendável é se exercitar por 30 minutos ao dia, mas você pode começar com 10 ou 15 minutos nas primeiras semanas.

Aceite-se

Talvez você pense que seus defeitos são enormes ou que esteja em grande desvantagem em comparação a outras pessoas. Talvez você esteja com a razão, masé preciso aceitar a si mesmo como você é. O conjunto de características, qualidades e defeitos é o que torna uma pessoa única.
Às vezes pode ser difícil aceitar que não somos o que desejamos ser. Entretanto, você deve se lembrar de que você também tem particularidades que são especiais para os outros. Ao invés de se lamentar pelo que acredita faltar em sua vida, por estar acima do peso ou pelo seu emprego, valorize o que já possui.
Sua autoestima melhorará quando você começar a agradecer pela família, amigos e por tudo que você já conquistou em sua vida. Às vezes, é preciso apenas mudar a perspectiva para ser mais feliz.

Socialize

Contar com uma rede de apoio é muito importante para melhorar sua autoestima. Saber que você tem pessoas que lhe acompanham e desejam seu bem lhe dará a segurança e a confiança de que precisa. Além disso, passar tempo de qualidade com seus amigos e familiares é essencial para eliminar o estresse. Lembre-se de que o estresse afeta seu sistema cardiovascular. Aproveite o tempo que possui para conversar com seus amigos, compartilhar bons momentos e criar lembranças que durem por toda a vida. Assegure-se de que as pessoas que o rodeiem sejam positivas e ofereçam apoio. As pessoas muito críticas ou negativas e as relações tóxicas são grandes inimigos da sua autoestima.

Enumere seus valores e qualidades

Ser generoso consigo mesmo é uma das coisas mais difíceis de se fazer. Quando você consegue se ver com carinho e aceitar quem é, sua autoestima aumenta. Você pode começar fazendo uma lista de todas as suas qualidades.
Num primeiro momento será difícil vê-las. Se você se encontra bloqueada, peça ajuda a um amigo ou familiar próximo. Você verá que, após uma conversa sincera, perceberá de maneira mais clara as qualidades que a tornam única.
Revise a primeira lista que você fez e complemente-a com as novas qualidades que for encontrando. A cada manhã, você pode reler a lista e modificá-la segundo o que você considerar necessário. Não se limite: qualquer qualidade é importante.

Evite o perfeccionismo

Você tem defeitos, como todas as outras pessoas. A chave para aumentar sua autoestima está em aprender a lidar com esta parte da sua personalidade. Querer eliminar todos os defeitos só fará com que você seja infeliz.
Se você se concentra tanto neles, com o tempo começará a ver a própria vida segundo essa perspectiva. Essa maneira de ver as coisas não é saudável e não fará nada de bom a você. O melhor é deixar de se concentrar neles.
O primeiro passo é estabelecer limites na hora de criar planos. Não queira ir além de suas possibilidades, apenas concentre-se em viver cada momento de forma plena.

Uma autoestima saudável é a base de uma vida boa


Trabalhe para melhorar sua autoestima. Se no momento você sente que a vida não está como você deseja, trabalhe para conseguir realizar seus sonhos. Basta fazê-lo de tal forma que possa viver cada dia com plenitude.

fonte:melhorcomsaude
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA