23/11/15





Um distúrbio psíquico desencadeado pelo excesso de trabalho físico, emocional e psicológico, que causam esgotamento, tensão emocional e estresse crônicos. Essa é a descrição da Síndrome de Burnout, que tem acometido cada vez mais pessoas, principalmente mulheres que enfrentam dupla jornada no trabalho e em casa. A cantora Wanessa revelou recentemente no programa de Fátima Bernardes na Globo, o "Encontro", ter passado pelo problema.


Mãe de José Marcus e João Francisco e com uma intensa agenda de shows por todo o país, ela contou que a Síndrome apareceu depois do nascimento do seu segundo filho. "Tenho bastante esgotamento físico. Isso aconteceu muito quando virei mãe de dois. Tenho que conciliar o trabalho com a vida de casa e a social de alguma forma. Sou aquela que, quando tem esgotamento, chora", disse no programa.

O que é a Síndrome de Burnout

A médica Ana Maria Benevides explicou, durante o V Congresso Internacional de Estresse, realizado em Campinas em Março de 2015, que as principais vítimas são as pessoas que se dedicam demais ao trabalho. "São aqueles funcionários que todo mundo quer ter. idealistas, altamente motivados, perfeccionistas, que gostam muito do que fazem e não medem esforços, não percebem a hora que precisam parar. Aquele funcionário que não está nem aí, ele não vai ter Burnout", disse. 



Ela explicou ainda que o Burnout é uma resposta do nosso corpo ao estresse. "Nosso corpo fala e, às vezes, fala mais alto do que a gente gostaria de escutar. E a pessoa se faz de surda, até um momento que não tem mais condições. A vida no trabalho vai ficando impossível, o que reflete nas outras áreas da vida da pessoa, tanto familiar como pessoal e social. É preciso aprender a dizer não, todos nós temos limites e precisamos aprender a respeitar nossos limites", afirmou.

Principais sintomas

Segundo o site do Dr. Dráuzio Varella, o esgotamento físico sofrido por Wanessa é um dos sintomas da Síndrome de Burnout mais comuns, assim como o esgotamento emocional. Esse quadro acaba fazendo com que a pessoa passe a ter mais atitudes negativas, com mudanças bruscas de humor, depressão, pessimismo, baixa autoestima, dificuldade de se concentrar e, consequentemente, ausências no trabalho.
Ainda de acordo com o site do médico, as crises costumam desencadear também dores de cabeça, cansaço, palpitação, dores musculares, insônia, crises de asma, pressão alta, distúrbios gastrintestinais, entre outros, 

Como diagnosticar e tratar

Dr. Dráuzio explica que o diagnóstico da Síndrome de Burnout é feito levando-se em consideração a história de cada paciente e sua realização pessoal no trabalho, além do uso de um questionário específico que ajudam a chegar à definição do quadro médico.
A indicação para tratar o problema é através de psicoterapia e uso de antidepressivos. Mudanças no estilo de vida, incluindo a prática de exercícios físicos regularmente e também de relaxamento, são indicadas para ajudar no controle dos sintomas. É importante, ainda, evitar o consumo de álcool e outras drogas, além de avaliar a interferência do trabalho na qualidade de vida. 

fonte:  bolsademulher.com


1

1 comentários:

  1. Fui diagnosticada em 2003. É muito difícil aceitar e cheguei no limite. Não tem cura. Você tem ao longo do tempo um controle, mas tem que ficar sempre atenta porque ter uma recaída é muito fácil. Somos perfeccionistas, e muitas vezes é mais fácil fazer ao invés de esperar algo que nunca sai e quando fica pronto você faria melhor. Isso nos consome. E então vamos fazendo, fazendo e fazendo e quando percebemos caímos novamente. Bournout, estado em que estamos nos auto destruindo. Fiz uma pesquisa e podemos desenvolver os mais variados sintomas. No meu pior estado a minha suprarrenal produzia tanto cortisol, que tive que fazer exames para saber se não estava com síndrome de cushing, tumor na suprarenal. Desenvolvi todos os sintomas, mas não tinha o tumor. Essa síndrome é muito mais complexa e muito mais séria. Em algumas profissões, leva ao afastamento ou readaptação. É impossível continuar exercendo a mesma atividade principalmente se você trabalha diretamente com pessoas, médicos, professores, motoristas.

    ResponderExcluir

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA