10/11/15





'Um lugar onde possamos ter conversas reais', diz presidente em perfil.
Em mensagem, ele promete ainda alguns posts 'apenas por diversão'.

Com algum atraso, o presidente americano, Barack Obama, finalmente se juntou ao mais de um bilhão de outros usuários do Facebook nesta segunda-feira (9), ao criar uma conta no site de relacionamentos e usar seu primeiro post para encorajar a ação no combate às mudanças climáticas.
Ampliando seus esforços de usar as modernas tecnologias de comunicação para atingir públicos mais jovens e diversos, a Casa Branca publicou um vídeo no qual Obama aparece caminhando no Gramado Sul da sede da Presidência americana.
"Espero que vocês pensem neste como um lugar onde podemos ter conversas reais sobre as questões mais importantes que nosso país enfrenta", diz o teaser do vídeo. Na mensagem, o presidente promete ainda que também irá, eventualmente, postar algumas coisas "apenas por diversão".
A filmagem mostra Obama falando sobre seu "quintal" nos últimos sete anos, lar, segundo se sabe, de uma raposa, um falcão e muitos esquilos, onipresentes em Washington.
"Há muitos bichos lá fora", disse Obama.
A motivação política do post foi gerar apoio para o combate às mudanças climáticas.
Obama irá a Paris no fim deste mês, esperando alcançar um apoio global para um acordo que limite as emissões de carbono.
Mas, confrontado com um Congresso controlado pelos adversários republicanos, que não reconhecem a ameaça que as mudanças climáticas representam, ele precisa de apoio em casa para que um acordo passe.
A Casa Branca diz esperar que o Facebook sirva como uma via de mão dupla para o debate.
"Esta página dará aos americanos um novo local para compartilhar seus pensamentos com o presidente sobre as questões que mais os preocupam", disse Kori Schulman, vice-diretora de estratégia digital da Casa Branca.

         
          fonte: g1.globo.com
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA