15/09/15


Para utilizar o limão inteiro, é fundamental conseguir unidades orgânicas ou então lavá-las e desinfetá-las muito bem se não conhecemos a sua procedência, para eliminar todo o resto de pesticidas.


O limão é um dos alimentos mais famosos do mundo todo, conhecido pela sua versatilidade na cozinha e pelo seu alto poder medicinal.


Desde a antiguidade seu suco fez parte de centenas de receitas e remédios, já que ele tem um sabor muito particular e concentra uma grande quantidade de nutrientes e antioxidantes essenciais para o bom funcionamento do organismo.
Está comprovado que ele tem a capacidade de desintoxicar o organismo, ao contribuir para o funcionamento dos órgãos purificadores. Além disso, o limão fortalece o sistema imunológico e freia a ação dos radicais livres para prevenir o desenvolvimento de diferentes doenças.
O que poucos sabem é que uma parte importante dos nutrientes do limão está na sua casca, que estamos acostumados a jogar fora.
É justamente nela que há uma maior concentração de compostos antioxidantes e óleos essenciais que, de acordo com um estudo recente, poderiam ser benéficos para o tratamento contra o câncer.


Terapia anticancerígena do limão congelado

Durante muitos anos as propriedades antibióticas e antivirais do limão foram reconhecidas e evidenciadas, sendo capazes de frear a ação de diferentes micro-organismos que causam infecções e doenças.
Também foi demonstrado que ele é um tratamento natural eficaz contra os vermes e parasitas internos, para a pressão alta e diferentes transtornos nervosos.
O que não se sabia até pouco tempo atrás é que ele também conta com efeitos anticancerígenos que poderiam complementar o tratamento de diferentes tipos desta doença, tendo um impacto inclusive mais positivo que a quimioterapia. Veja a seguir quais são as razões desses benefícios.
Primeiramente o alto poder medicinal do extrato de limão: ele tem uma potente ação contra as células cancerígenas, já que é capaz de destruí-las sem alterar as células “normais”, que é um dos principais problemas da quimioterapia.
Por ter propriedades alcalinas, ele altera o ambiente para o câncer e impede que se prolifere no organismo.
As conclusões de mais de 20 investigações puderam determinar que componentes conhecidos como “limonoides”, presentes em grandes quantidades neste cítrico, são os responsáveis por dar a ele o seu poder anticancerígeno, em especial contra as células que provocam o câncer de mama.
De fato, chegou-se a afirmar que o cítrico é até 10.000 vezes mais eficaz que a adriamicina, substância utilizada em todo o mundo como tratamento quimioterápico para deter a propagação do câncer.
O melhor de tudo é que, diferentemente dos fármacos, o extrato da fruta não destrói as células boas, e por isso é totalmente seguro.
Os chamados “limonoides” também teriam um efeito positivo no tratamento de:
·     Câncer de cólon
·     Câncer de pâncreas
·     Câncer de próstata
·     Câncer no fígado
·     Neuroblastoma
·     Leucemia

O remédio: um limão inteiro, congelado e ralado

O que está sendo recomendado para aproveitar as propriedades anticancerígenas do limão é seu consumo regular sem extrair sua casca e nem seu suco.
A forma correta de ingeri-lo com este fim é ralando-o depois de congelá-lo.
·     Para começar, lave e desinfete o limão utilizando um pouco de água com bicarbonato de sódio ou com vinagre de maçã. Isso é muito importante, especialmente quando a origem da fruta é desconhecida.
·     Quando estiver limpo, coloque-o no congelador e deixe-o lá até que fique duro e gelado.
·     Em seguida, tire-o do congelador e utilize um ralador de alimentos para obter o pó da sua casca e polpa congeladas.
O pó de limão obtido pode ser adicionado a muitos pratos diferentes, ou então em bebidas especiais como sucos.

Este remédio tem os mesmos efeitos que tomar o suco de limão?

Certamente que não. O suco de limão tem propriedades incríveis que são valorizadas em muitos campos da saúde. No entanto, em relação ao tratamento do câncer, seus efeitos não são suficientes e é preciso complementá-lo com os nutrientes que estão contidos na casca do limão.
É justamente na casca que se encontra a maior parte de limonoides e outros antioxidantes, responsáveis por diminuir e eliminar diferentes tipos de tumores malignos.
De fato, estima-se que um limão inteiro possa conter até 22 agentes anticancerígenos, entre os quais estão incluídos:
·     A limonina
·     A pectina cítrica
·     Glicosídeos flavonoides
·     A vitamina C

Quão efetivo pode ser este remédio contra o câncer?

De acordo com os dados da organização australiana ‘Commonwealth Scientific and Industrial Research Organization’ (CSIRO), o limão inteiro pode chegar a reduzir alguns tipos de câncer em até 50%.
A modo de prevenção, a recomendação é ingerir no mínimo 150 g semanais de cítricos.

fonte: melhorcomsaude.com



1

1 comentários:

  1. Tem que tomar quantos por dia e durante quantos dias se deve fazer o uso?

    ResponderExcluir

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA