02/09/15




Rica em vitaminas, minerais e proteínas, a carne vermelha é essencial para o corpo. No entanto, o consumo exagerado ou feito de forma errada pode ter efeito contrário e prejudicar a saúde. De acordo com a nutricionista Thaís Cardenas, do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), quatro aspectos devem ser levados em conta, desde o momento da compra até o consumo final.


Como fazer carne vermelha

Quantidade

Segundo a nutricionista, a carne é vermelha requer alguns cuidados na hora do consumo. O primeiro deles é com relação a quantidade. “O consumo médio recomendado é de até 300 gramas cozidas por semana, o que equivale a três bifes ou dez colheres de sopa de carne moída”, exemplifica.

Corte

A parte do boi também deve ser levada em consideração – patinho, maminha, músculo, lagarto, coxão duro e coxão mole são carnes magras e que, portanto, possuem menos gorduras capazes de elevar os níveis de LDL – o colesterol ruim.

Preparo

Thaís também alerta para forma de preparo. “A fritura e a defumação também podem elevar a quantidade de gordura. Por isso, prefira as versões grelhadas ou assadas”, recomenda.

Ponto

O alimento não deve ser ingerido cru. Mas também não é indicado que seja grelhado ou assado demais. “É preciso tomar cuidado para não deixar nenhuma parte pretinha porque ela pode desencadear a formação de acroleína, substância que, se consumida em excesso, pode ter ação cancerígena”, finaliza a nutricionista.


http://www.bolsademulher.com/
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA