01/08/15




Uma fonte de proteína, por exemplo, é necessária para a proteção da massa muscular, mas a refeição deve ser composta por todos os grupos alimentares.

Os melhores alimentos para o café da manhã








Sabendo da importância do café da manhã, é normal surgir a dúvida: mas, afinal, quais são os alimentos mais indicados para esta refeição (que deve ser completa)?
Abaixo, as nutricionistas citam exemplos de alimentos indicados para o café da manhã. São diferentes sugestões para que a pessoa saiba que pode escolher, entre os alimentos de cada grupo, aquele(s) que mais lhe agrada.

1. Frutas

Karina destaca que o consumo de frutas deve ser realizado para que a pessoa tenha o aporte de vitaminas e minerais que vão auxiliar o metabolismo, principalmente pela manhã.
A fruta deve ser escolhida de acordo com o gosto da pessoa, mas sem exageros. Uma porção, de forma geral, é o suficiente.

2. Chia, linhaça, aveia, granola, flocos de quinoa

Helouse destaca que, no café da manhã, é muito interessante incluir vitaminas, minerais e fibras para o bom funcionamento do intestino e também para um aporte interessante desses nutrientes. Por isso, além de uma porção de frutas, é importante incluir algumas fibras adicionais como chia, linhaça, aveia, granola.
Karina destaca que, atualmente, existem muitas opções de sementes e grãos integrais para incluir no café da manhã. “Além de fornecerem carboidratos de baixo índice glicêmico (diminuem a ação da insulina que, em altas concentrações no sangue, elevam o armazenamento de gordura nos adipócitos), fornecem aminoácidos essenciais e gorduras insaturadas relacionadas com a diminuição da inflamação no organismo, aumento da saciedade e diminuição da LDL colesterol”, diz. “Recomenda-se incluir aveia, flocos de quinoa, linhaça ou semente de chia”, acrescenta.

3. Ovo, iogurte, queijos magros, leite desnatado ou leite de soja

Helouse destaca que uma boa fonte de proteína, como ovos, iogurte, queijo magro, é necessária para a reposição desse nutriente, mantendo assim, a proteção da massa muscular.
Karina ressalta que as proteínas são indispensáveis para a construção e a recuperação muscular, formação de anticorpos, hormônios e enzimas. “Além disso, quando consumimos proteínas temos saciedade por muito mais tempo. Devemos priorizar o consumo de proteínas magras, como queijo branco, ricota, cottage, leite desnatado ou de soja e ovos (mexido ou omelete)”, explica.

4. Pão integral ou sem glúten, torradas e biscoitos integrais, farelo de aveia, tapioca

Helouse explica que consumir um carboidrato/cereal integral ou de baixo a médio índice glicêmico – como pão integral ou sem glúten, aveia, farelo de aveia, tapioca – é importante para gerar a glicose necessária para o cérebro realizar suas atividades.
Karina reforça a importância do consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico, como pães, torradas e biscoitos integrais, “que, por conterem fibras, fornecem energia gradual e aumentam o tempo de saciedade do indivíduo, além de auxiliarem no funcionamento intestinal”, diz.
Karina lembra que o café da manhã deve ser composto por todos os grupos alimentares: carboidrato, proteína, vitaminas e minerais, e ter um baixo teor de gorduras saturadas.

Vale ressaltar ainda que o ideal é que todos os alimentos sejam devidamente “porcionados” de acordo com a necessidade energética de cada pessoa, considerando-se idade, sexo, peso atual e atividade física. Por isso é sempre interessante contar, se possível, com acompanhamento de um nutricionista para fazer um cardápio personalizado.

fonte: dicasdemulher.com.br
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA