09/05/15



                                    As vantagens e desvantagens de cada uma



Em tese, a margarina teria mais vantagens. 
Vamos explicar: ela é fonte de gorduras vegetais, como as mono e poli-insaturadas. Esses nutrientes, por sua vez, estão associados à redução do colesterol ruim e, portanto, ajudariam a resguardar as artérias. Inclusive, existem versões no mercado enriquecidas com ômega-3, gordura típica dos peixes e que protege o coração, e com fitosteróis, substâncias extraídas da natureza que minimizam a absorção de colesterol no intestino.  

Ainda assim, a nutricionista Roberta Cassani, da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), lembra que há margarinas e margarinas. "Existem alguns produtos que possuem uma quantidade significativa de gordura hidrogenada [ou trans] e isso traria um efeito nocivo sobre os níveis de colesterol e triglicérides no sangue", avisa. 

Portanto, olho no rótulo! A consistência também precisa ser avaliada: quanto mais endurecida fora da geladeira, pior é a qualidade da margarina.

Já a manteiga é fonte de gordura animal, com um maior teor dos chamados ácidos graxos saturados. Estudos mostram que abusar desse tipo de gordura eleva as taxas de colesterol no sangue. Assim, se você já tem outros fatores de risco cardiovasculares, o ideal seria maneirar mesmo na manteiga.


Do contrário, o conselho também não é tão complicado de seguir: seja margarina, seja manteiga, o ideal é consumir sem exageros.

mdemulher.abril.com.br


0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA