18/04/15



Nem tudo deve ir ao freezer. Nutricionista ensina a armazenar bem os alimentos



Congelar a comida é uma maneira e não cair na tentação de comer qualquer coisa por falta de tempo de preparar uma refeição. Porém, nem tudo deve ir ao freezer. A nutricionista Bruna Dinalli, da clínica Biodiet, ensina a armazenar bem os alimentos.


Como congelar?

         1. Frutas, legumes, carnes, aves, peixes, pães, leite e derivados podem ser congelados.           Não se deve congelar verduras de folhas, pepino, rabanete e tomate cru. Não congele             legumes que você pretende consumir crus, em forma de saladas. Banana e abacate               oxidam.
2. Não congele batatas ou gemas cruas, claras cozidas, aves recheadas, maionese, pudins ou cremes que levem leite e ovos na preparação, pois esses ingredientes se separam durante o descongelamento.
3. Batatas e outras raízes podem ser congeladas, mas precisam ser pré-cozidas.
4. Para congelar, escolha alimentos em ótimo estado, pois esse processo preserva o produto na forma em que ele está, assim, você garante a qualidade do que irá consumir.
5. Acondicione com muito cuidado o que irá congelar. Como o ar prejudica os alimentos, use embalagens proporcionais a quantidade que será armazenada.
6. Congele o alimento imediatamente após empacotar. Evite deixá-los em temperatura ambiente por muito tempo.
          7. É bom conservar os alimentos congelados a uma temperatura de no mínimo 18ºC               negativos. (freezer, e não congelador comum).
8. Etiquete todos os alimentos com o nome e a data em que foram congelados.
9. Alguns alimentos devem ser descongelados lentamente na geladeira, como carnes, massas com molho e aves, pois deterioram com facilidade. Pratos prontos devem sair do freezer e ir direto ao fogo ou forno, sempre baixo, para que o descongelamento seja lento e a comida não fique seca.
10. Não recongele alimentos crus e nem alimentos prontos depois de descongelados à primeira vez.

11. Carnes e alimentos prontos devem ser consumidos dentro de, no máximo, 48 horas após o descongelamento. No caso de peixes e frutos do mar, o consumo deve ser imediato.

fonte: www.mulher.com.br
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA