01/02/15





A disputa pela herança de Marcos Paulo, morto em novembro de 2012, está longe do fim. Segundo fonte de Purepeople, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou um novo exame de DNA para a professora Michelle dos Santos, que alega ser filha do diretor e busca o reconhecimento da paternidade. E mais: o teste desta vez será feito com material genético de Marcos.


No processo que corre em segredo de Justiça e a reportagem teve acesso exclusivo, a defesa de Michelle alega que o primeiro exame de DNA feito com a professora, que deu negativo, deixou de observar alguns detalhes genéticos, por isso a necessidade de um novo. Além disso, o teste em questão utilizou-se apenas do material colhido das três filhas de Marcos Paulo e foi, portanto, um exame de irmandade.


Como o corpo do diretor foi cremado, o novo teste de DNA não usará o recurso da exumação. Será utilizado o material genético (sangue e biópsias) dos tumores extraídos de Marcos Paulo que estão preservados desde 2011 no hospital em que ele morreu, em São Paulo. Por legislação federal, unidades médicas são obrigadas a guardar por cinco anos lâminas com amostras de pacientes mortos por doenças como câncer e Aids.
Laboratório que fez o primeiro exame está descartado
"É direito fundamental da parte autora esgotar as possibilidades probatórias, desde que no curso ainda da instrução. Ademais, os argumentos produzidos pela autora no sentido de pretender a realização de outro exame como contraprova encontram apoio na jurisprudência pátria, sendo, assim, de ser acolhido", escreveu a juíza Maria Cristina de Brito Lima, da 1ª Vara de Família, na decisão.
Ainda segundo a sentença, as três filhas de Marcos Paulo fornecerão material genético novamente para o teste e cada uma poderá sugerir três laboratórios para a realização do exame. Um deles será escolhido pela juíza, descartando assim a reutilização da unidade que fez a primeira comparação cujo resultado foi negativo.
Michelle dos Santos seria fruto de um relacionamento vivido por Marcos Paulo na juventude. Caso seja comprovado pelo exame de DNA que a educadora também é herdeira, ela terá direito a uma parte da herança estimada em R$ 25 milhões - incluindo imóveis, obras de arte e investimentos (inclusive no exterior).
Defesa das filhas de Marcos Paulo não comenta nova decisão
Procurados, os advogados Antonio dos Reis Moreira, Alessandro Chalita de Souza e Bruna Rinaldi de Carvalho, que defendem as herdeiras Vanessa Serina, Giulia Simões e Mariana Tristão, respectivamente, não quiseram comentar a nova decisão. Já José Antonio Grillo Ivo, que representa a professora Michelle dos Santos, foi sucinto em seu comentário.
"Não posso entrar em detalhes por se tratar de um caso em segredo de Justiça, mas confirmo que a realização de um novo teste foi deferida pela juíza, baseada em sua experiência e sensibilidade", limitou-se a dizer o advogado, ao Purepeople.
(Por Anderson Dezan)


fonte purepeople
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA