25/01/15


Jurema (Elizângela) e Reginaldo (Flávio Galvão) conseguem provas para denunciarem Cora (Marjorie Estiano) por sua participação na morte de Fernando (Erom Cordeiro). 


Eles desconfiam que a vilã também matou Jairo (Julio Machado). Jurema e Reginaldo decidem procurar outras provas e, enquanto isso, obrigam Cora a fazer todo o serviço da casa. Após passar a tarde cozinhando, Cora pensa que não tem vocação para ser escrava e que vai encontrar uma forma de mandar Jurema encontrar o filho no inferno. No jantar, Cristina (Leandra Leal) fala para Elivaldo (Rafael Losso) e Tuane (Nanda Costa) que Cora está cozinhando e ela finge que não aguentava mais o tempero de Jurema. No dia seguinte, Jurema leva a megera para fazer faxina na sua casa. Cora obedece e enfrenta outras humilhações. Furiosa, Cora garante que vai acabar de vez com os chantagistas.
Certo dia, Reginaldo mostra interesse em acabar com a pureza de Cora. Ele chega armado e cheio de vontades. Jurema flagra a violência do marido, discute com ele, perde o equilíbrio e rola na escada. Cora acha que Reginaldo empurrou Jurema, pega a arma e atira no chantagista. Xana (Ailton Graça) ouve tiros e corre com Naná (Viviane Araújo) e Juju (Cris Viana) para a rua. Cora aparece com as roupas rasgadas e a arma do crime nas mãos. Orville (Paulo Rocha) tira a arma da mão de Cora e liga para Carmem (Ana Carolina Dias). A advogada ouve a história de Cora e chama a polícia. Cora não será presa.
http://www.redenoticia.com.br/
0

0 comentários:

Postar um comentário

 
COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - CANTINHO DAS IDEIAS
DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA